Últimas Notícias

Publicada em 04/04/2013 - 09h28
Por Francisco Alves

Vigilância Sanitária apreende produtos com validade vencida

Centenas de produtos foram recolhidas de estabelecimentos comerciais nas últimas semanas. Vejam quais são os produtos.


publicidade


Vigilância Sanitária apreende produtos com validade vencida Produtos apreendidos pela Vigilância Sanitária

Centenas de produtos com data de validade vencida, entre eles biscoitos, massa de milho, achocolatado, margarina, maionese, leite liquido, refrigerante e até produtos de belezas, foram apreendidos nas últimas semanas pelo Serviço de Vigilância Sanitária do Município de São Miguel do Tapuio.

As apreensões dessas mercadorias ocorreram em visitas de rotina feitas in loco, por fiscais do Serviço de Vigilância Sanitária, em vários estabelecimentos comerciais do município, tais como supermercados, mercadinhos, mercearias, açougues e eventos da cidade.

» Siga-nos no Twitter

» Curta nossa fan page no facebook

Segundo informações obtidas pela nossa reportagem, as visitas continuarão sendo realizadas com o objetivo de inspecionar os produtos em má conservação, sem registro, validade vencida, entre outras irregularidades que podem acarretar problemas de saúde na população.

O trabalho da Vigilância Sanitária é realizado diariamente percorrendo em estabelecimentos comerciais, para saber se os produtos expostos estão de acordo com as normas estabelecidas pela Anvisa e se obedecem também aos padrões de produção, bem como as condições de proteção à saúde das pessoas.

“Os proprietários dos estabelecimentos devem ficar atentos em relação à comercialização de produtos com a data de validade vencida. Eles sabem das normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), então é só segui-las e aplicá-las para não incorrerem nesses tipos de irregularidades”, alerta o coordenador municipal da Vigilância Sanitária, Miguel Araújo.

Miguel Araújo alerta ainda que os produtos apreendidos pela Vigilância Sanitária com a data de validade vencida, serão posteriormente destruídos ou incinerados, sem ressarcimento de qualquer valor aos seus comerciantes.


Fonte: Da Redação
Editor: Francisco Alves


Tópicos: Vigilância Sanitária, apreenção, produtos

Avaliação:

publicidade



Comentários

  1. Leticia Castro Araújo - São Miguel do Tapuio/PI
    06/04/2013 às 21:16h
    Meu pai Miguel mais a Rayla Salez salvou a vigilancia