Últimas Notícias

Por: Francisco Alves - E-mail: francisco.smt@hotmail.com - Contato: (86) 8134-6662

Publicada em 11/03/2014 - 07h48
Por Francisco Alves

Jesus Rodrigues "Rasgou" o Verbo e Detonou Wellington Dias

Se sentindo traído, ele afirma que a decisão não tem volta e que o senador W Dias estaria trabalhando pela ‘costas’.


publicidade


Jesus Rodrigues "Rasgou" o Verbo e Detonou Wellington Dias Jesus Rodrigues e Wellington Dias

O deputado federal Jesus Rodrigues considera uma traição à decisão do senador Wellington Dias (PT) de lançar a esposa, a deputada estadual Rejane Dias (PT), a uma vaga em Brasília. Jesus afirmou que enquanto trabalhava pedindo votos e apoio para a candidatura de W. Dias ao Governo do Estado, o senador estaria trabalhando pela ‘costas’, pedindo votos para a esposa nas bases de Jesus. Se sentindo traído, ele afirma que a decisão não tem volta.

O parlamentar afirma que não teria nem ‘braços, nem pernas e nem dinheiro’ para concorrer com o senador, que é o maior líder do partido no estado. Jesus afirma que W. Dias agiu com ele da mesma forma que o governador Wilson Martins (PSB) fez com o vice-governador Zé Filho (PMDB). O vice esperava ser o candidato da base ao governo do Estado, mas Wilsão apresentou o deputado Marcelo Castro como seu candidato.

W.DIAS 'ROUBOU' PREFEITO DE JESUS

Jesus afirma que foi alertado por um prefeito que W. Dias chegou a pedir a liberação para que dois prefeitos do município fizessem campanha para a esposa. O parlamentar chamou W. Dias para conversar, mas ele negou o caso. “Eu estava lá pedindo apoio para a eleição dele e ele pedia votos para ela. É a mesma coisa que o governador fez com o Zé Filho. Espero que eles não tenham a coragem de me chamar para fazer coordenação de campanha”, disse.

DESESPERO PARA CONSEGUIR VOTOS

Magoado com o PT, ele afirma que Rejane Dias não precisa de todo ‘esse desespero para conseguir votos’. “Antes do aniversário do senador eu o chamei para conversar, junto com a presidente do partido, mas eles achavam que eu estava fazendo barganha política. Depois a história vazou para o restante do grupo e eu me vi obrigado a antecipar essa decisão. Minha indignação não é com a candidatura da Rejane, mas com a atitude de W. Dias”, disse.


Fonte: 180Graus


Tópicos: PT, briga, Wellington Dias, Jesus Rodrigues

Avaliação:

publicidade